Wim Wenders em “O Sal da Terra”

O melhor diretor de todos os tempos.

Pq?

Sensibilidade ímpar, discursividade multiplamente particular.

Em “O Sal da Terra”, exibido no Festival do Rio 2014, Wenders reafirma sua condição inigualável ao construir um filme sobre o fotógrafo Sebastião Salgado, co-dirigido c/ o filho deste.

Extremamente emocionante, Wenders viaja ATRAVÉS de Salgado, viaja com Salgado, disseca seu olhar.

Transporta-nos às viagens do fotógrafo por toda uma vida dedicada ao humano; fotos pinçadas c/ detalhismo proustiano, editadas para o filme em tempos diferentes, inseridos na proposta narrativa.

Imagens extremamente tocantes, sustentadas c/ consistência num retrato sobre o olhar de um fotógrafo, e da vida deste homem, atravessada por sua arte.

Se o terceiro quarto do filme fosse sutilmente mais ágil, seria mais uma perfeição de Wim Wenders, como Pina, Tão Longe, Tão Perto e Palermo Shooting. Ops, Estrela Solitária tb!

Enfim, não percam “O Sal da Terra”!

Anúncios

Um pensamento sobre “Wim Wenders em “O Sal da Terra”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s