“Mauro”, edição de mestre

Excelente filme de arte sobre o protagonista Mauro e outros parceiros, q organizam pequenos trambiques financeiros num cotidiano crítico da Argentina atual. Com o tempo, seus golpes começam a prosperar além das expectativas e eles então abrem uma gráfica clandestina p/ falsificar dinheiro.

O diretor Hernán Rosselli realiza seu primeiro filme de ficção com imponente maestria. Consegue o q considero um dos mais difíceis intentos em cinema: propor um roteiro com mais de 1 tema central. (Exatamente onde o grande Almodóvar patina em seu bom “Má Educação”, por exemplo.) Mauro versa sobre solitude, amor e crise financeira.

Porém, o maior brilhantismo desta obra é seu refinadíssimo rigor estético. Sua edição ímpar transforma o filme num “tour fotográfico história adentro”. O diretor/editor/roteirista/diretor de fotografia escolhe com lucidez a edição enquanto protagonista, expondo sem didatismo seu ritmo intenso de imagens, na aposta de q cada espectador forjará sua própria edição internamente. Me lembra bastante o efeito de obras do filósofo José Gil, ou mesmo de Lacan. No cinema, apesar do estilo diferente, David Lynch faz a mesma aposta numa provocação desconstrutivista em seus “Cidade dos Sonhos” e “Império dos Sonhos”. A transmissão seria “não pela compreensão, mas pela recepção“.

Ao final de sua projeção no Festival, o diretor, presente na exibição, respondia a perguntas. Impactado, pedi q ele falasse sobre a edição tão marcante e afetadora. Ele então revelou q sempre foi editor (este era seu 1o filme como diretor), e comentou alguns detalhes sobre sua proposta de montagem (bela e minuciosa). Por fim, lembrei de “Nove Rainhas” e “Plata Quemada” (parcialmente próximos, no roteiro), e perguntei como ele ainda achava possível retratar a crise econômica argentina, de forma inovadora, por ser um tema já tão gasto, ao q ele respondeu: “É possível pois os filmes devem ser sobre pessoas, não sobre temas.”

Guardem Mauro, imperdível. Se não estrear, a baixar…

Anúncios

“Güeros”, busca-fuga de si

Joia rara do México (país homenageado no Festival do Rio 2014), Güeros apresenta-nos uma intensa e deliciosa história de alguns jovens universitários desengajados de qualquer ideologia, vivendo num apartamento sem luz, à base de drogas e bebidas, rumo a lugar nenhum.

A errância emocional (q os disponibiliza a praticamente qualquer coisa) e a iminente ultimização (*) deste estilo de vida leva 3 garotos a uma pequena jornada de “busca aleatória” de si mesmos. Paradoxalmente, fogem de si, via entorpecimentos múltiplos.

Sensível e extremamente talentoso, o diretor Alonzo Ruiz Palacios estreia este seu primeiro longa apresentando uma visão profunda acerca da subjetividade humana. A articulação busca/fuga de si dos personagens é brilhantemente exposta numa espécie de thriller não barulhento sobre a tragédia da intimidade sem norte, flertando, claro, com pequenas tragédias concretas, efeito desta “deriva” emocional.

Como alguns filmes do Festival nunca estreiam no circuito, quem conseguir baixar… Imperdível!!

(*) Referência à palavra “ultimidade”, de Fernando Pessoa, no Livro do Desassossego,

Grande Lista de Filmes (atualizada constantemente)

DICAS P/ CINÉFILOS E AFINS

-A Professora de Piano

-Lúcia e o Sexo

-Amores Brutos

-Réquiem para um Sonho

-Ararat

-21 Gramas

-Fale com Ela

-O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

-O Gosto dos Outros

-Frida

-A História Real

-As Horas

-O Pianista

-Pão e Tulipas

-Íris

-11 de Setembro

-O Filho da Noiva

-Desconstruindo Harry

-Filhos do Paraíso

-A Cor do Paraíso

-Valentin

-Tiros em Columbine

-Nove Rainhas

-Alta Fidelidade

-A Última Ceia

-Dia de Treinamento

-Paraíso

-Domingo Sangrento

-O Homem Sem Passado

-O Tempo de Cada Um

-Aos Treze

-Irreversível

-Prenda-me Se For Capaz

-Pollock

-A Bruxa de Blair (1 e 2)

-O Show Não Pode Parar

-Hedwig – Rock, Amor e Traição

-Quase Famosos

-Waking Life

-Ted Bundy

-O Filho

-Sexo Por Compaixão

-Albergue Espanhol

-Pantaleão e as Visitadoras

-Um Enigma no Divã

-Ou Tudo ou Nada

-Promessas de um Novo Mundo

-Amém.

-Segunda-Feira ao Sol

-Beije Quem Você Quiser

-Na Captura dos Friedmans

-Lugar Nenhum na África

-Encontros e Desencontros

-Anti-Herói Americano

-As Invasões Bárbaras

-Adeus, Lênin!

-Queimando ao Vento

-O Agente da Estação

-Diários de Motocicleta

-Elefante

-Kill Bill Vols. 1 e 2

-Monster – Desejo Assassino

-Eu Não Tenho Medo

-Não Se Mova

-Código 46

-Primavera, Verão, Outono, Inverno e… Primavera

-Os Sonhadores

-Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças

-Vozes Inocentes

-A Pequena Lili

-A Queda! As Últimas Horas de Hitler

-Oldboy

-Entre Casais

-Sin City (I e II)

-Um Coração para Sonhar

-Capote

-Violação de Domicílio

-Paradise Now

-Estrela Solitária

-Crianças Invisíveis

-Meu Amor de Verão

-Em Segredo

-A Criança

-A Lula e a Baleia

-C.R.A.Z.Y. – Loucos de Amor

-O Corte

-O Que Você Faria?

-Pintar ou Fazer Amor

-Feliz Natal

-Sonhos com Xangai

-Perfume – A História de um Assassino

-Factotum – Sem Destino

-Lady Vingança

-Além do Desejo

-Infância Roubada

-A Culpa é do Fidel

-Mary e Max – Uma Amizade Diferente

-Onde os Fracos não Têm Vez

-SOS Saúde

-XXY

-O Lutador

-Um Beijo Roubado

-Pecados Inocentes

-O Arco

-3 Macacos

-Bastardos Inglórios

-Ervas Daninhas

-Caro Sr. Horten

-Eu Matei Minha Mãe

-Em um Mundo Melhor

-Meia-Noite em Paris

-Medianeras

-Palermo Shooting

-Submarino

-Inquietos

-Budrus

-O Artista

-O Porto

-Pina

-Esses Amores

-Políssia

-Infância Clandestina

-Django Livre

-César Deve Morrer

-Depois de Maio

-Salvo

-Juan dos Mortos

-Azul é a Cor Mais Quente

-A Grande Beleza

-Oslo, 31 de Agosto

-Feito Gente Grande

-A Casa Silenciosa

-Ida

-Um Pombo Pousou num Galho Refletindo sobre a Existência

-Os Falsários

-A Senhora da Van

-A Juventude

-Tango Livre

-Na Ventania

-O Apartamento

-Toni Erdmann

-Moonlight – Sob a luz do luar

-Una

O Cidadão Ilustre

-Gaga – O amor pela dança

-Na Mira do Atirador

-De Canção em Canção

-Com Amor, Van Gogh

-120 Batimentos por Minuto

-Verão 1993

-O Insulto

-Sete Psicopatas e um Shih Tzu

-Corpo e Alma

-Deixe a Luz do Sol Entrar

-Ciganos da Ciambra

-Você Nunca Esteve Realmente Aqui

-As Herdeiras

-Marvin

-Uma Noite de 12 Anos

-Um Dia

 

(POR ESTREAR…)

(Festival 2002)

-Elling

(Festival 2003)

-Angústia

-Estranhos Jardins

-Coisas Secretas

(Festival 2004)

-Anatomia do Inferno

-Elling, O Filhinho da Mamãe

-Olhos de Rinoceronte

-O Perdão

-Aftermath

-A Câmera de Madeira

-Kick’N Rush

-Regra Número 1

(Festival 2005)

-As Que Se Mantêm Têm Sonhos

-Dumplings

-Geminis

-Accused

-Morrer em San Hilário

-Tudo Sobre Rodas

-Where The Truth Lies

-Cortesãs à Beira da Estrada

-Saratan

-Azarão

-Marock

-Frio Sol de Inverno

-Ecos da guerra

(Festival 2006)

-Verão em Berlim

-Isabella

-Todos os Dias Antes do Amanhã

-Negação Total

-Jonestown: Vida e Morte

-Ponto de Encontro

-Atos dos Homens

-Holly

(Festival 2007)

-Propriedade Privada

-Terra Sonâmbula

-Garrafas Vazias

-O Homem que Incomoda

-Maldeamores

-Nascido e Criado

-Os Mal-Criados

-Feche… Apenas seus Olhos

-California Dreamin’

(Festival 2008)

-Sereia

-Abaixando a Máquina

-Filho de Peixe

-Adoração

-Alexandra

-A Boa Vida

-Involuntário

-O Lar

(Festival 2009)

-Os Yes Man Consertam o Mundo

-A Pequenina

-Amargo

-O Menino e o Cavalo

-Tulpan

-Jaffa

-Parada

-Mommo

-Polytechnique

(Festival 2010)

-Filho da Babilônia

-Quatro Noites com Anna

-O Segredo da Rua Ormes

-A Encruzilhada

-Líbano

(Festival 2011)

-A Cabana

-Raiva

-Saudações ao Diabo

-A Hora e a Vez de Augusto Matraga

-Restauração

-No Gelo

(Festival 2012)

-Monty Python – A Autobiografia de um Mentiroso

-Homens Livres

-Hoje

-A Sorte em suas Mãos

-Post Tenebras Lux

-Meu Bairro

-A Estreia de uma Repórter

-Somos uma Multidão: A História dos Hacktivists

-Nós e Eu

-Espelhos Mágicos

-Atrás da Porta

(Festival 2013)

-Apenas Deus Perdoa

-Contadores de Imagens

-Broken Glass Park

-Sprinh Breakers: Garotas Perigosas

-A Dança da Realidade

-Os Donos

-Tip Top

(Festival 2014)

-Jasmine

-Güeros

-Primaveras Escuras

-Mauro

-Escola de Babel

-A Camareira

-1001 Gramas

-Asteróide

-O Cordeiro

-Carvão Negro

-Coming Home

-Party Girl

-Difret

-Quatro Cantos

(Festival 2015)

-Dora ou as Neuroses Sexuais de Nossos Pais

-Micróbio & Gasolina

-11 Minutos

-O Homem Novo

-A Obra do Século

-Aos 14

-A Aula Vazia

-Chicas Nuevas 24 horas

-Paulina

-Tudo Vai Ficar Bem

(Festival 2016)

-Snow Monkey

-Os Garotos nas Árvores

-Dog Eat Dog

-O Filho de Joseph

-Holocausto Brasileiro

-Redemption Song

-A Região Selvagem

-No Andar de Baixo

-Barakah com Barakah

-Primeiro Janeiro

-A Terra dos Fantasmas

-Um Caso de Família

(Festival 2017)

-Tschick

-Direções

-Rastros

-Ensiriados

-Uma Família

-Thirst Street

 

UM POUCO MAIS ANTIGOS

-Tão longe, Tão Perto

-O Processo do Desejo

-O Apartamento

-A Outra

-Manhattan

-Celebridades

-O Carteiro e o Poeta

-Cinema Paradiso

-Os Duelistas

-Lua de Fel

-Perdas e Danos

-Despedida em Las Vegas

-O Profissional

-O Show de Truman

-O Ódio

-Grandes Esperanças

-Contos Proibidos do Marquês de Sade

-Meu Pé Esquerdo

-Em Nome do Pai

-Meninos Não Choram

-O Tigre e o Dragão

-A Outra História Americana

-Um Convidado Bem Trapalhão

-Monty Python (todos)

-Um Peixe Chamado Wanda

-Um Dia a Casa Cai

-O Jantar dos Malas

-4 Casamentos e 1 Funeral

-Assassinos Por Natureza

-O Povo Contra Larry Flynt

-Gêmeos, Mórbida Semelhança

-Felicidade

-As Bruxas de Salem

-Um Dia de Fúria

-Corra Lola, Corra

-Billy Elliot

-A Fraternidade é Vermelha

-Muito Além do Jardim

-O Sétimo Selo

-Teorema

-Jules e Jim

-Por um Punhado de Dólares

-Por uns Dólares a Mais

-Três Homens em Conflito

-Neblina na Sombra

-O Homem que Amava as Mulheres

-O Processo

-Ladrões de Bicicletas

-O Último Tango em Paris

-Um Homem, uma Mulher

-Um Dia Muito Especial

-Em Busca do Ouro

-Somos Todos Assassinos

-Ajuste Final

-O Ladrão

 

BRASILEIROS

-Janela da Alma

-Vinícius

-O Sal da Terra

-Ônibus 174

-Separações

-O Invasor

-O Som ao Redor

-O Prisioneiro da Grade de Ferro

-Cidade Baixa

-Tropa de Elite (1)

-Nome Próprio

-Doutores da Alegria

-Betinho – A esperança equilibrista

-Dzi Croquettes

-O Fim e o Princípio

-Bicho de 7 Cabeças

-Abril Despedaçado

-Lavoura Arcaica

-Cidade de Deus

-Central do Brasil

-Cinema, Aspirinas e Urubus

-Moacir – Arte Bruta

-Moscou

-Jogo de Cena

-Elena

-Olmo e a Gaivota

-Últimas Conversas

-A Luneta do Tempo

-Arábia

-A Vida como Ela É

-Edifício Master

-Cronicamente Inviável

-O Auto da Compadecida

-Gêmeas

-Tolerância

-Houve Uma Vez Dois Verões

-O Cheiro do Ralo

-Meu Nome não é Johnny

-Cássia Eller

-Cine Holliúdy

-O Homem que Copiava

-O Pequeno Dicionário Amoroso

-Narradores de Javé

-WoodStock – Sexo, Orégano e Rock N’Roll

-Só Dez por Cento é Mentira – A Desbiografia Oficial de Manoel de Barros

-Cidade dos Homens

-Domésticas, O Filme

-Paulinho da Viola – Meu Tempo É Hoje

-Maria Bethânia – Pedrinha de Aruanda

-Rio de Jano

-Bendito Fruto

-Três Irmãos de Sangue

-Herbert de Perto

-Faroeste Caboclo

-Praia do Futuro

-Que Horas Ela Volta?

-Chico – Artista brasileiro

-Em Três Atos

-Eles Voltam

-BR 716

-Gabriel e a Montanha

-No Intenso Agora

 

HOLLYWOODIANÕES

-Guerra nas Estrelas (todos)

-O Poderoso Chefão (todos)

-O Senhor dos Anéis (1 e 2)

-Hulk

-Crash – No Limite

-Matrix (1 e 3)

-O Silêncio dos Inocentes (todos)

-Forrest Gump

-Melhor É Impossível

-Rain Man

-Seven

-Perfume de Mulher

-Cabo do Medo

-Fogo Contra Fogo

-O Quarto Poder

-O Chamado (1)

-Os Outros

-Uma Mente Brilhante

-Sociedade dos Poetas Mortos

-O Paciente Inglês

-Hurricane, o Furacão

-Os Suspeitos

-Divertida Mente

-A Era do Gelo (1)

-Monstros S.A.

-Os Incríveis

-Up – Altas Aventuras

-Minha Vida de Abobrinha

-Meu Malvado Favorito

-Frankenweenie

-Platoon

-Nascido Para Matar

-A Lista de Schindler

-Tempo de Glória

-Pulp Fiction

-Razão e Sensibilidade

-Os Imperdoáveis

-Um Sonho de Liberdade

-Náufrago

-Gladiador

-Missão Impossível (1)

-A Identidade Bourne

-A Supremacia Bourne

-O Ultimato Bourne

-Corpo Fechado

-De Olhos Bem Fechados

-Shine – Brilhante

-O Advogado do Diabo

-Império do Sol

-Coração Valente

-O Gênio Indomável

-Tempo de Despertar

-Golpe de Mestre (1 e 2)

-Titanic

-Beleza Americana

-Femme Fatale

-A Promessa

-Identidade

-Lutero

-Em Busca da Terra do Nunca

-Batman Begins

-Constantine

-A Noiva-Cadáver

-O Plano Perfeito

-Distrito 9

-Na Estrada

-Invocação do Mal (1 e 2)

-O Conselheiro do Crime

-Sobrenatural (todos)

-Ela

-Clube de Compras Dallas

-Annabelle (1 e 2)

-O Iluminado

-Livre

-Interestelar

-A Visita

-A Entidade

-A Casa dos Mortos

-A Grande Aposta

-O Quarto de Jack

-A Chegada

-Em Ritmo de Fuga

-Cães Selvagens

-Bom Comportamento

-Trama Fantasma

-Projeto Flórida

-O Ferreiro e o Diabo

-A Casa do Medo – Incidente em Ghostland

 

JÁ VIU TODOS?  MAIS ALGUNS ENTÃO…

-Histórias de Cozinha

-Exótica

-O Retorno

-Contra a Parede

-O Clã das Adagas Voadoras

-Fim de Caso

-Samsara

-Lugares Comuns

-Manderlay

-Dogville

-Borat – O 2º Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América

-Gomorra

-Marcas da Vida

-O Declínio do Império Americano

-Do Jeito Que Ela É

-Amnésia

-Círculo de Fogo

-Zelig

-Crimes e Pecados

-Scoop – O Grande Furo

-Tudo Pode Dar Certo

-O Anjo Exterminador

-Os Esquecidos

-Viridiana

-O Discreto Charme da Burguesia

-O Grito

-Dodes’ka-den

-O Alucinado

-Fanny e Alexander

-A Noite Americana

-Hiroshima Mon Amour

-Ano Passado em Marienbad

-A Noiva Estava de Preto

-Butch Cassidy and the Sundance Kid

-Bonnie & Clyde – Uma rajada de balas

-Sonhos de Mulheres

-Plata Quemada

-Italiano Para Principiantes

-Cidade dos Sonhos

-Império dos Sonhos

-A Última Noite

-A Estranha Família de Igby

-Longe do Paraíso

-O Crime do Padre Amaro

-Teia de Chocolate

-O Poder Vai Dançar

-Concorrência Desleal

-O Homem Que Não Estava Lá

-Antes do Anoitecer

-Malena

-Dois Perdidos Numa Noite Suja

-O Céu de Suely

-Pro Dia Nascer Feliz

-Terra Estrangeira

-Lisbela e o Prisioneiro

-Sonhos Tropicais

-Crime Delicado

-Bufo e Spalanzani

-O Quatrilho

-Todas as Mulheres do Mundo

-Amores

-Feminices

-Glauber O Filme, Labirinto do Brasil

-Redentor

-Nina

-O Outro Lado da Rua

-Cazuza – O Tempo Não Pára

-O Signo do Caos

-Filme de Amor

-Baixio das Bestas

-Fabricando Tom Zé

-Lóki – Arnaldo Baptista

-Palavra (En)cantada

-Rock Brasília

-O Palhaço

-Não É Mais Um Besteirol Americano

-Vida Que Segue

-Segundas Intenções

-Um Casamento À Indiana

-Bem Me Quer, Mal Me Quer

-Agora ou Nunca

-Jalla! Jalla!

-Swimming Pool

-Em Nome de Deus

-Extermínio

-O Outro Lado da Cama

-Simplesmente Amor

-A Cidade Está Tranquila

-Jogos, Trapaças e 2 Canos Fumegantes

-Roger e Eu

-Os Amantes do Círculo Polar

-O Balconista

-Encontros

-Xuxu

-Osama

-Minha Vida Sem Mim

-De Corpo e Alma

-Falando de Sexo

-Ken Park

-Beco dos Milagres

-Pão e Rosas

-Soldados de Salamina

-Matadores de Velhinha

-Migração Alada

-Tolerância Zero

-Assunto de Mulheres

-Super Size Me – A Dieta do Palhaço

-O Closet

-A Jornada de James Para Jerusalém

-O Mais Belo Dia de Nossas Vidas

-Balzac e a Costureirinha Chinesa

-Fahrenheit 11 de Setembro

-As Bicicletas de Belleville

-Gosto de Cereja

-Má Educação

-Uma Amizade Sem Fronteiras

-O Abraço Partido

-Confidências Muito Íntimas

-Edukators

-Meninos de Deus

-As Pontes de Madison

-Sideways – Entre Umas e Outras

-Jogos Mortais

-Ray

-Mar Adentro

-Adorável Júlia

-Antes do Amanhecer

-Questão de Imagem

-Lado Selvagem

-O Cachorro

-Herói

-Ninguém Pode Saber

-O Lobo

-Um Skinhead no Divã

-Inconscientes

-Nem Tudo É O Que Parece

-Sob o Céu do Líbano

-Coração Sem Lei

-Flores Partidas

-Brothers

-Mentiras Sinceras

-Neste Mundo

-O Solitário Jim

-Eu, Você e Todos Nós

-Amigo É Pra Essas Coisas

-O Amor a e Fúria

-O Tempo Que Resta

-Bubble

-Dias Selvagens

-Filhos da Esperança

-A Rainha

-Inferno

-Notas Sobre Um Escândalo

-Cartas de Iwo Jima

-A Leste de Bucareste

-Meu Irmão Quer se Matar

-Transylvania

-Paris, Te Amo

-Um Lugar na Plateia

-Dias de Glória

-A Vida Secreta das Palavras

-Paranoid Park

-Persépolis

-Senhores do Crime

-Em Paris

-2:37

-Piaf – Um Hino ao Amor

-O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford

-Personal Che

-Satã

-As Mulheres da Rosentrasse

-Ninho Vazio

-O Leitor

-Deixe Ela Entrar

-Procurando Elly

-Gesto Obsceno

-O Grupo Baader Meinhof

-Mademoiselle Chambon

-Como Eu Festejei o Fim do Mundo

-À Prova de Morte

-Minha Noite com Ela

-Direito de Amar

-Gigante

-José & Pilar

-Abutres

-Machete

-Inverno da Alma

-Entrevista

-Bebês

-Medo e Delírio

-Singularidades de uma Rapariga Loura

-Drive

-Crime de Amor

-Shame

-A Onda

-Aqui é o meu Lugar

-Elefante Branco

-Segredos de Sangue

-Apenas o Vento

-Gravidade

-Bastardos

-Nebraska

-Inside Llewin Davis

-Ninfomaníaca

-Eu, Mamãe e os Meninos

-O Médico Alemão

-Following

-Amores Inversos

-O Grande Hotel Budapeste

-Mommy

-O Abutre

-A Família Bélier

-Força Maior

-Winter Sleep

-Numa Escola de Havana

-Corrente do Mal

-A Pele de Vênus

-Tangerines

-Garota Sombria Caminha pela Noite

-A Pequena Morte

-Body

-A Ilha do Milharal

-O Lobo do Deserto

-Guerra

-A Ovelha Negra

-Fique Comigo

-Café Society

-A Comunidade

-Incompreendida

-A Criada

-O Lar das Crianças Peculiares

-A Garota Desconhecida

-Fátima

-Segunda Chance

-Frantz

-Lady Macbeth

-Buscando…

 

AH, NÃO PERCA ESSES TAMBÉM…

-O Passado

-Mutum

-Crônica de uma Fuga

-Vôo United 93

-Conto de Inverno

-Ventos da Liberdade

-Deu a Louca na Chapeuzinho

-Aquele que Sabe Viver

-4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias

-A Era da Inocência

-Estômago

-Batman – O Cavaleiro das Trevas

-De Punhos Cerrados

-Nova Iorque Eu Te Amo

-Estranhos no Paraíso

-O Que Resta do Tempo

-Titãs – A Vida até Parece uma Festa

-Brinquedo Proibido

-O Mágico

-Turnê

-Os Nomes do Amor

-A Caverna dos Sonhos Esquecidos

-Beleza Adormecida

-Histórias que Só Existem quando Lembradas

-Intocáveis

-18 Comidas

-7 Dias em Havana

-Um Alguém Apaixonado

-No

-Pieta

-A Caça

-Querida, Vou Comprar Cigarros e Já Volto

-O que Traz Boas Novas

-Terra Firme

-Um Episõdio na Vida de um Catador de Ferro-Velho

-Mama

-Blue Jasmine

-Prenda-me

-Olho Nu

-Hoje Eu Quero Voltar Sozinho

-Amantes Eternos

-Miss Violence

-Relatos Selvagens

-A Teoria de Tudo

-Whiplash

-Território do Brincar

-Jessabelle – O passado nunca morre

-O Cidadão do Ano

-O Julgamento de Viviane Amsalem

-Omar

-Anomalisa

-A Garota das Nove Perucas

-Serra Pelada

-O Abraço da Serpente

-Desajustados

-Filha Distante

-Diplomacia

-The Lobster

-Agnus Dei

-Meu Rei

-Lights Out

-Julieta

-Much Loved

-As Confissões

-É Apenas o Fim do Mundo

-A Criada

-Souvenir

-O Filho de Joseph

Eu não Sou Seu Negro

-Paterson

-Três Lembranças da Minha Juventude

-O Filme da Minha Vida

-Os Transgressores

-Três Anúncios para um Crime

-Um Lugar Silencioso

“Cinema bege”, a última revolução no Cinema

Assim como o clássico “Dogma 95” – movimento cinematográfico criado na Dinamarca por Lars von Trier e Thomas Vinterberg q propunha a restrição dos “truques técnicos” como novo traço estilístico -, gostaria de aqui sugerir q o último grande movimento revolucionário no cinema mundial é o q chamarei de “cinema bege”, ou mais genericamente falando, cinema nórdico, por ser o polo de tal inovação.

Bege seria o símbolo icônico de uma discursividade onde intensas emoções são retratadas numa estética radicalmente “não-latina”. Os “vermelhos de Almodóvar”, emblemas visuais tipicamente latinos, expressam tais intensidades com inegável beleza (como a “fecundação gráfica” entre o enfermeiro Benigno e a bailarina em coma em “Fale com Ela”, minha cena preferida na História do Cinema). Enquanto esta estética foi sendo incorporada pelo paladar internacional, o século 21 apresentou-nos a joia do cinema bege.

Na contramão dos vermelhos latinos, o cinema nórdico traz “O Homem sem Passado” (Aki Kaurismaki; 2001), “Histórias de Cozinha” (Bent Hamer; 2003), “Elling” (Per Christian Ellefsen; 2001), “Além do Desejo” (Pernille Fischer Christensen; 2006) “Em um Mundo Melhor” (Susanne Bier; 2010), “Caro Sr. Horten” (Bent Hamer; 2007), “Submarino” (Thomas Vinterberg; 2010), “1001 Gramas” (Bent Hamer; 2014), este último esteve em cartaz no Festival do Rio 2014.

A partir dos supracitados, fica claro q o diretor expoente do cinema bege é Bent Hamer. E o filme-alusão máxima deste novo estilo é “Histórias de Cozinha”, onde uma empresa contrata freelas para ficarem de “observadores não-participantes” no cotidiano de cozinhas de proprietários q aceitaram um dinheiro para oferecerem suas casas à pesquisa. O objetivo era descobrir “quantos passos uma pessoa dá entre cada atividade do dia-a-dia na cozinha”, para daí então criar a “cozinha perfeita”, com os eletrodomésticos dispostos da maneira mais geograficamente prática (?!…) A partir desta premissa nonsense, o diretor nos apresenta uma belíssima história do nascimento de uma amizade entre observador e observado. Numa dança silenciosa, em tons pastel (bege), nós espectadores somos inundados com jorros de afetos e afetações, numa estética extremamente sutil, q nada perde em intensidade para nenhum vermelho latino.

Diferentemente do minimalismo de um excelente cinema “oriental” (“Primavera, Verão, Outono, Inverno e… Primavera”, de Kim Ki-duk, por exemplo), q se utiliza de uma câmera microscópica para enfatizar sutilezas, este cinema nórdico transmite as intensidades dos personagens através da cena como um todo – cenário, silêncios, movimentos leves, olhares ao fundo.

Como o filósofo moçambicano José Gil – q considero o mais importante da atualidade – nos coloca em seu texto “Abrir o Corpo”, nós “ouvimos com o corpo”. Grande articulador da Psicanálise com a Dança, Gil propõe q pensemos nosso corpo como poroso, num sentido forte do termo, enfatizando assim nossa recepção de sensações (ao q ele nomeou “pequenas percepções”). São micro sutilezas, como as “inutilezas” do poeta Manoel de Barros.

Cinema bege, José Gil e Manoel de Barros, belíssimas variações discursivas sobre a beleza sutil do humano, percebido à despeito de recursos de ênfase.

“Mommy”, relação mãe/filho em Xavier Dolan

Xavier Dolan.

O q dizer do diretor da obra-prima “Eu Matei Minha Mãe”, realizado no alto de seus 20 anos de idade?

“Amores Imaginários”, “Laurence Anyways”, todos imperdíveis, filmados antes de completar 23 anos…

“Mommy”, vencedor de Cannes deste ano (com Godard), segue o nível dos 2 últimos, excelente.

Filmado com a câmera em close full time, extrai interpretações brilhantes de seus 3 protagonistas. Um filho no auge da delinquência é forçado a ficar com sua mãe, após ser expulso de inúmeras instituições. A relação amorosa de ambos flerta com o limite da violência, até q sua obsessiva vizinha, gaga, entra no jogo para apartar, meio sem saber seus porquês. Esta acaba encontrando uma oportunidade de libertação de suas amarras e leis.

Esta trama entre os personagens – vizinha obsessiva sem vida, e filho/mãe histéricos pândegos – fez-me lembrar do clássico “Aquele que Sabe Viver”, de Dino Risi.

Quanto à semi-incestuosa relação mãe e filho, com a típica dificuldade daquela em conter as explosões deste, cito um comentário do psicanalista Joel Birman, comentando o texto freudiano “Uma Criança é Espancada”, onde um pai espanca seu filho. Birman propõe que Freud poderia ter dado outro título ao texto: “Um Pai é Humilhado”. Diz q se um pai (ou mãe), com todo o conhecimento a mais do q uma criança, com todo a força física a mais, com todo o direito constitucional sobre o filho, com toda a experiência de vida a mais, ainda assim espanca uma criança, isto ocorre por conta deste pai não conseguir sustentar o distintivo paterno. Ou seja, o pai, rebaixado diante da própria incapacidade de exercer sua função, é humilhado ao espancar, assumindo assim sua condição maior de fracassado e impotente.

Em “Mommy”, a personagem da mãe encarna plenamente esta trágica condição proposta por Freud e Birman.

Enfim, o único senão do filme é um quê “novelesco” de sobe-e-desce, um tanto previsível.

Não percam mais este ótimo trabalho de Xavier Dolan, um dos melhores diretores da atualidade, de potência artística precocemente madura e consistente.

“Primaveras Escuras”, desejo e réquiem

Seguramente um dos melhores filmes do Festival do Rio 2014.

Descobrir um diretor deste porte já valeria a maratona. Anotem o nome de Ernesto Contreras, vale conferirmos outras de suas obras, pois seu talento transcende esta criação.

O elenco é soberbo, e dirigido à excelência.

O filme é conduzido levando o espectador a se fixar no limite do trágico. O diretor tensiona um homem (casado) e uma mulher (com filho pequeno) a uma proximidade/tesão q nunca chega às vias de fato. Potência de vida e de morte, os protagonistas experimentam sua ambivalência emocional num jogo duplamente histérico de gato-e-rato, onde a sexualidade baliza os desejos, permitindo algum contorno que norteie seus hesitantes movimentos.

A chegada da primavera e a de uma “máquina de xerox” barbarizam as significações clássicas, numa toada de réquiem para os sonhos estereotipados. Sem clemência.

“Iminência” é a palavra forte deste filme magistral.

Como diria a metáfora de “O Ódio”, de Mathieu Kassovitz: “Até aqui tudo bem, até aqui tudo bem…”